Lutar pela redução das mensalidades

Gabriel Pinho
redução mens

Uma das grandes dificuldades enfrentadas pela juventude é o acesso à universidade. Atualmente, aproximadamente 7 milhões de jovens estão no ensino superior. Desse total, cerca de 76% estudam em Instituições de Ensino Superior (IES) privadas. Somando-se ao baixo número de vagas ofertadas nas públicas, o alto valor das mensalidades dificulta o acesso da juventude às salas de aula.

Contra os ataques aos programas de pesquisa, de ensino e de extensão nas Universidades!

Liberdade e Luta - USP

Liberdade e Luta

Somos contra todos os ataques à educação, aos cortes orçamentários que afetam diretamente a vida dos estudantes e a qualidade do ensino superior. Reivindicamos mais incentivo aos programas que viabilizam o tripé da pesquisa, ensino e extensão nas universidades e lutamos pelo reajuste das bolsas, de acordo com a inflação. Por uma educação pública, gratuita e para todos!

Por um 8 de Março de Classe, Revolucionário e Socialista!

Liberdade e Luta

mulheres8marHoje é um dia histórico de luta das mulheres trabalhadoras de todo o mundo. Nesse mesmo dia, há 100 anos, as mulheres russas saíram às ruas e iniciaram um combate que culminou na tomada do poder pela classe trabalhadora: a Revolução Russa de 1917,  propiciando avanços para nossa classe e para a libertação do sexo feminino.

A luta contra o PL 202/16 continua!

Liberdade e Luta - Bauru

Liberdade e LutaBauru - SP, 06 de março. O auditório da Câmara foi completamente ocupado por manifestantes contrários ao PL que criminaliza festas na cidade.

Depois da densa argumentação apresentada contra o PL na audiência pública, realizada no dia 17 de fevereiro, a Liberdade e Luta, em acordo com outros grupos que formam a frente de oposição ao PL, rejeitou a proposta de compor uma comissão para criação de emendas ao projeto, feita pelo presidente da Câmara, Sandro Bússola (PDT).

A juventude que está ultrapassando a neutralidade política

Pedro Henrique Corrêa

ImagemJá estamos em 2017. Mas junho de 2013 foi um marco nos debates sobre qual envolvimento com a política um jovem deve ter. Quando falo jovem, digo de maneira geral, não só o jovem revolucionário já decidido em derrubar o sistema e criar novas bases sociais. Hoje com o movimento de ocupações de escolas, os protestos contra a austeridade, a luta contra a PEC 55, os protestos universitários que se espalham, entre muitas outras lutas que a juventude se envolve, a ideia que tínhamos de política mudou. De indivíduos cada vez mais somos chamados a nos apresentarmos como coletivos.

Inscrever-se em