Governo do Paraná utiliza morte de estudante para atacar as ocupações de escolas

Evandro Colzani

estudanteprNa tarde de segunda-feira (24/10), o estudante Lucas Eduardo Araújo Mota, de 16 anos,  morreu tragicamente no Colégio Estadual Santa Felicidade, do Paraná. O desentendimento entre Lucas e um colega, após suposto uso de drogas, acabou no infeliz assassinato do jovem.  

Semana de resistência contra a Reforma da Educação

Bruna dos Reis

ujes1Michel Temer, Beto Richa, a mídia e todos os outros instrumentos da burguesia se esforçam para propagandear a contrarreforma da educação e dizer que são poucas as vozes contrárias a medida provisória. Estudantes e professores por todo o país já provaram o contrário. Na última semana, atingimos o número de mil escolas ocupadas pelo país.

É preciso nacionalizar a luta contra a MP 746 e PEC 241

Renato Vivan

ocupaprSão 735 Colégios, 11 Universidades e 03 núcleos regionais de educação ocupados no Paraná. Os números não param de crescer. A luta travada pelos estudantes secundaristas e, agora também universitários, é extraordinária. Esse movimento extremamente vigoroso contra a MP 746 (Reforma do Ensino Médio) e a PEC 241 (Congelamento do investimento público por 20 anos) colocou o governo Beto Richa na parede.

A marcha dos secundas

Liberdade e Luta - Curitiba

secundas2Dia 09 de outubro, a tarde, algo entre 3 a 5 mil estudantes secundaristas se concentravam na praça Santos Andrade, em Curitiba. Vieram protestar contra a PEC 241, que retira recursos da saúde e da educação, e contra a Reforma do Ensino Médio.

Reforma do Ensino: O fim da escola pública, gratuita e para todos

Maritania Camargo e Evandro Colzani
bannerhash

Lançada oficialmente no dia 23 de setembro, a Reforma do Ensino Médio (MP 746/2016) do "governo" Temer é o ataque mais duro que a educação básica sofreu na história da escola pública, gratuita e para todos, a escola republicana, no Brasil. A proposta fere os princípios da igualdade de direitos, apresentados ao mundo após a Revolução Francesa de 1789, e retrocede ao final do século XIX.

Inscrever-se em