Cortes no investimento do INPE: ciência brasileira pede socorro

Ueslei Adriano Sutil*

inpe.jpgO INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) tem como projeto a promoção e execução de estudos, pesquisas e desenvolvimento tecnológico nos campos da ciência espacial e da atmosfera, meteorologia, engenharia e tecnologia espacial e busca influir positivamente na qualidade de vida da população brasileira e no desenvolvimento da ciência do país. Em 2018, o instituto teve o menor orçamento em pelo menos dez anos.

Escola Sem Partido em Florianópolis: uma nova investida do MBL

Liberdade e Luta - Florianópolis

lei-da-morda%C3%A7a-1.jpgNo último 24 de setembro, o vereador de São Paulo, Fernando Holiday, esteve na Câmara de Vereadores de Florianópolis para proferir uma palestra a favor do projeto “Escola Sem Partido”, projeto este encabeçado pelo Movimento Brasil Livre (MBL). Sua presença se deu a convite do vereador em exercício e candidato a deputado estadual Ramiro Zinder (DEM), líder do MBL em Santa Catarina.

Segundo dia do acampamento regional da LL teve debate sobre Reforma do Ensino Médio e oficinas

Letícia Floriano
acampamento estadual LL

No segundo dia do acampamento regional discutimos a Reforma do Ensino Médio e por que precisamos combatê-la. 

Jonathan Vitorio e Bruna dos Reis compuseram a mesa, explicando o papel histórico da educação e a maneira como ela foi conquistada.

Iniciou hoje (21/09) o segundo acampamento estadual da Liberdade e Luta

Letícia Floriano

Acampamento Estadual Liberdade e Luta

A abertura iniciou com Mayara Colzani militante da Liberdade e Luta em Joinville, a mesa contou com três convidadas, Bruna Machado dos Reis, da Esquerda Marxista, Flávia Antunes, do movimento Mulheres pelo Socialismo e Deise Lima, do Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville e Região (Sinsej). 

O informe de abertura foi de Evandro Colzani, sobre o ano de 1968 no Brasil e suas lições para a juventude.

A Pirâmide da Upes com as carteirinhas de estudante

João Diego Leite

banner-dne-2018-B-221x221.jpgDirigentes da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes) e do Grêmio Estudantil do Colégio Estadual do Paraná (GECEP) pressionam alunos para comprar a carteira de estudante. Segundo os líderes estudantis, sem a identificação vendida pela Upes não tem direito a meia-entrada e quem usar outra identificação estaria “infringindo a lei”.

Inscrever-se em