Centro Acadêmico de luta é eleito na UFMT

Bianca Fujimori

caufmtOs estudantes de Comunicação Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) votaram hoje (28) por um Centro Acadêmico ativo e de luta. Com 96 votos de um total de 104, a chapa única, Primavera nos Dentes, foi eleita para a gestão 2017 do CACOS (Centro Acadêmico de Comunicação Social) se comprometendo, principalmente, em manter o diálogo para construir junto com os estudantes. 

Estudantes de Glasgow rejeitam a “alt-right” (“direita-alternativa”)

Shaun Morris, Glasgow Marxists 
glasgow

As eleições para Reitor da Universidade de Glasgow, na Grã-Bretanha, atraíram a atenção da mídia esse ano, com a candidatura da celebridade “alt-right” Milo Yiannopoulos. O partidário racista, sexista, transfóbico e completamente reacionário de Trump recorreu a críticas enquanto despreocupadamente insultava os estudantes, o quadro de funcionários e pedia a proibição da sociedade muçulmana.

A paz social e o direito à vida

Pedro Henrique Corrêa
pm

Milhares de jovens querem ter o direito de simplesmente viver. Assegurado no papel pela Constituição burguesa, cada dia mais a polícia e as dificuldades geradas pela pobreza e pela miséria mostram que esse direito é considerado apenas como uma abstração jurídica pelo Estado. Abstração,  já que depende de quem analisa e de onde se aplica.

Lutar pela revogação do aumento da mensalidade!

Liberdade e Luta -Univille

Na última quarta-feira (22/03) o núcleo da Liberdade e Luta na UNIVILLE marcou presença na assembleia geral convocada pelo DCE.

A pauta era dividida em dois pontos: a discussão sobre o aumento das mensalidades e a homologação de uma direção provisória para a entidade.

Lamentavelmente, de um universo de mais de 8 mil estudantes matriculados na instituição, somente estiveram presentes cerca de 130, nítido reflexo da falta de diálogo do DCE com a sua base.

PEC 395/14 acelera privatização da universidade pública 

João Diego Leite
pec395

Deputados Federais devem votar amanhã (22/03), em sessão extraordinária, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/14, caso seja aprovada, as universidades terão autonomia para ofertar cursos pagos de extensão, pós-graduação latu sensu e mestrados profissionais. A exceção será para os programas de residência (em saúde) e de formação de profissionais na área de ensino, esses continuarão gratuitos.

Liberdade e Luta participa de atividade sobre as lutas das mulheres na PUC SP

Lucy Dias
mulherespuc

No dia 14/3 foi realizada na PUC-SP a atividade ‘Juntas Contra Dória! Por uma SP das Mulheres.’ Estavam presentes: a vereadora do PSOL SP Samia Bomfim, a grafiteira feminista Drika Prates, a professora da rede pública Adriana Vasconcelos, a militante do coletivo Juntas Julia Machini e, Lucy Dias da Coordenação Nacional da Liberdade e Luta.  

Inscrever-se em