Solidariedade ao estudante Mateus Ferreira. Queremos o Fim da Polícia Militar!

Liberdade e Luta
matheusf

Durante a Greve Geral do dia 28 de abril o estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (UFG), Mateus Ferreira, foi violentamente agredido pela Polícia Militar. O estudante encontra-se internado com diagnóstico de traumatismo craniano e corre risco de morte. Ainda no mesmo dia, Juracy Santos, Luciano Firmino e Ricardo Santos, militantes do MTST, foram presos em São Paulo por participarem da Greve.

A Polícia Militar é um instrumento dos capitalistas para garantir o poder de uma minoria parasitária sobre a maioria que produz toda a riqueza. A violência policial é um dos meios para impedir que a classe trabalhadora lute contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária, além da PEC do congelamento de gastos e da Reforma do Ensino Médio. O único meio para derrotar esses ataques frontais aos direitos dos trabalhadores é a convocação de um Encontro Nacional da Classe Trabalhadora para derrubar essas reformas, o governo Temer e o Congresso Nacional.

Somos solidários ao estudante Mateus e exigimos a liberdade de todos os manifestantes presos no dia 28 de abril. Lutamos contra a repressão e pelo Fim da Polícia Militar. Convidamos todos aqueles que querem combater os ataques do governo de Michel Temer a conhecer a Liberdade e Luta. Junte-se a nós!

Fora Temer e o Congresso Nacional!
Por um Governo dos Trabalhadores!
Abaixo a Repressão! Pelo fim da Policia Militar!
Por um Encontro Nacional dos Trabalhadores!

Data post