Organizar a resistência e o combate contra o governo Bolsonaro

Liberdade e Luta

Convocatória para o Acampamento Revolucionário da Liberdade e Luta 2019

43490676_2077023688995701_2537712638368940032_o.jpg

No dia 29 de outubro, um pequeno grupo fascistoide da Universidade de Brasília (UnB), diante da vitória eleitoral de Bolsonaro, sentiu-se autorizado a marchar pelo campus e ameaçar os estudantes. A resposta da maioria foi dada através de uma grande mobilização que, aos gritos de palavras de ordem, fez o grupelho recuar e sair da faculdade. Na Universidade de São Paulo (USP) ocorreu algo semelhante, mas o grupo de apoiadores de Bolsonaro nem chegou perto do local onde ocorria o ato dos estudantes. Esses jovens deram um belo exemplo de como combater Bolsonaro e sua política.


Sabemos que Bolsonaro não foi eleito pela maioria. Além dos votos no PT, muitos votaram nulo, branco ou se abstiveram, o que foi mais uma expressão do grande descrédito desse sistema podre. O capitalismo falhou e a atual situação de crise expõe todas as suas contradições.


Apesar do discurso de que vai mudar tudo o que está aí, Bolsonaro será mais um governo da burguesia, porém, mais violento. Eles querem nos arrancar tudo. Querem privatizar a educação, a saúde e todos os serviços que hoje são públicos. Eles querem terminar de destruir os direitos trabalhistas e fazer o mesmo com a previdência, querem negar nosso direito a um futuro. Eles estão organizando o assalto que irá arrancar cada centavo nosso e destinar ao pagamento da “dívida” que não é nossa. E para garantir esses ataques querem reprimir violentamente a juventude e a classe trabalhadora. 


Mas seguiremos o exemplo dos estudantes da UnB e USP. Vamos organizar a resistência e o combate a esse governo, vamos tomar as ruas, lutar contra a Reforma da Previdência ombro a ombro com os trabalhadores. Vamos combater todas as medidas de sucateamento do ensino público, lutar para derrubar a Reforma do Ensino e impedir que nos calem com a Lei da Mordaça, o projeto Escola Sem Partido, que na verdade é um ataque ao livre acesso ao conhecimento nas escolas e à organização sindical de estudantes e professores. 


Nós não aguentamos mais ver um mundo em que milhões de refugiados são obrigados a abandonar seus lares para fugir da guerra, do tráfico de drogas, do desemprego e da fome. 


Nós estamos fervendo de indignação e prestes a explodir. Eles sabem disso e é por isso que buscam nos atacar com força. Para que toda nossa raiva, para que toda nossa vontade de mudar de verdade o mundo em que vivemos possa surtir algum efeito, precisamos utilizar nossa única arma contra a classe dominante: a nossa organização.


Aos que falam de paz a todo momento, nós respondemos: paz entre nós e guerra aos senhores! A história da humanidade é a história da luta de classes, se em algum momento da história essa luta foi velada, agora se trata de uma guerra aberta. Nosso ódio é diferente, é o ódio de classe, pertencente àqueles que não suportam mais o sofrimento nem a desigualdade. Dos que não engoliram o desaparecimento de Amarildo nem a morte de Marielle Franco. Dos que querem um mundo em que o homem não explore o próprio homem, pois sabem que uma sociedade sem classes é possível. 


Para organizar nossa indignação, para lutar contra Bolsonaro e seu governo, para lutar por saúde, transporte e educação público, gratuito e para todos, para combater por um mundo socialista, chamamos você para participar do Acampamento Revolucionário da Liberdade e Luta e se juntar aos jovens de todo o país nos dias 24, 25, 26 e 27 de janeiro de 2019, em Florianópolis. Venha participar do acampamento e lutar pela revolução!

Cartaz_Acampamento2019.png

 

Data post