Reforma do Ensino Médio é combatida em seminário da Universidade da Região de Joinville

Bruna dos Reis
reformaens

Ontem (12/7) foi mais um dia em que os militantes da Liberdade e Luta, juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (SINTE Joinville), conversaram com alunos, pais e professores, explicando que a Reforma do Ensino Médio representa o fim da educação pública e gratuita.

Tratava-se de uma atividade chamada pelo Proesde da Univille. Os acadêmicos apresentaram a pesquisa que desenvolveram sobre o tema: a maioria dos estudantes e professores entrevistados não conhecem a Reforma e suas implicações. Tudo que sabem, em grande medida, viram nas caras propagandas mentirosas do governo Temer. Quando perguntados se fariam parte do ensino integral proposto pela medida, os alunos responderam que não, porque trabalham. Quando perguntado aos professores se eles acreditam que a escola esteja preparada para as mudanças, os poucos que conseguiram responder ao questionário, em meio a sua jornada extenuante, responderam que não. Respondendo sobre o que querem da escola, um dos alunos respondeu: 'Que seja bom!'

Nós conhecemos a realidade de nossas escolas. Estão sucateadas, professores mal remunerados, não há verbas, nem estrutura pro mínimo necessário, altos índices de evasão. Sabemos que a reforma não vai resolver nenhum desses problemas. Ao contrário, seu objetivo é acabar com a educação universal e pública, abrindo as portas para a privatização e o desmonte da escola.

Diante do pouco tempo que foi disponibilizado ao debate - o maior tempo foi tomado por falas de representantes do governo do estado, que não falavam efetivamente das implicações da reforma, convidados pela organização do evento, em detrimento das direções democraticamente eleitas dos professores e estudantes - explicamos isso nas falas, com faixas e com a venda da cartilha sobre o tema.

Você pode encontrá-la aqui: https://goo.gl/Y3Fkos

Abaixo a contrarreforma do Ensino Médio!
Todo o dinheiro necessário pra educação!
Por educação pública, gratuita e para todos!

ref1ref2ref3ref4ref6

 

Data post