O papel do Grêmio Estudantil do Colégio Estadual do Paraná

Murilo Bacarin
cep

Discursos demagogos, pregados pela direita, são recorrentes. Alguns exemplos dessa demagogia foram as propagandas tendenciosas do atual governador do Paraná, Carlos Alberto Richa (PSDB), que governa o estado desde 2011. Mesmo com um salário de quase trinta mil reais, Richa está envolvido em esquema criminoso, e investigado pela "Operação Quadro Negro".

Em 2015, com o pretexto de contornar a crise financeira adquirida pelo estado, o governador e os deputados aprovaram uma manobra para roubar, ilegitimamente, a aposentadoria dos professores. Para tanto, contaram com a ajuda de forte aparato da corporação policial (acionado pelo secretário de segurança Fernando Destito Francischini, do Solidariedade), que massacrou os trabalhadores da educação que estavam ali presentes para reivindicar e assegurar os direitos conquistados pela categoria.

Mesmo com propagandas para tentar mascarar as atrocidades cometidas, alegando o "notável desenvolvimento econômico do estado do Paraná, frente aos outros estados da união", e mesmo com a utilização de cálculos e mais cálculos para dar credibilidade à ilegalidade, a máscara de Richa e sua corja de inimigos da escola pública caiu. As arbitrariedades cometidas contra os professores no governo de Álvaro Fernandes Dias (na época PMBD), em 1988, e o massacre do 29 de abril de 2015, protagonizado pelo governo Richa, explicitam a voracidade da classe dominante em defender seus interesses.

Diante disso, o grêmio estudantil deve ser, sobretudo, um instrumento para reivindicar as pautas do conjunto dos estudantes. Porém, a discussão acabou se tornando pouco produtiva, no sentido de provocar mudanças substanciais na realidade da maioria das escolas de Curitiba.

O CEP (Colégio Estadual do Paraná), é uma exceção em meio a regra do sucateamento da escola pública. A mesma estrutura vista no colégio (piscina olímpica, pista de atletismo, campo de futebol, quadra de futsal, ginásio coberto, planetário de astronomia com equipamento de mais de meio milhão de reais, banda sinfônica, auditório com mais de 300 lugares, salão nobre, entre outras estruturas excepcionais), não é encontrada nas demais escolas da rede pública da cidade e região metropolitana. Existem escolas da periferia que sequer possuem quadra coberta para a prática de atividades esportivas, quem dirá laboratórios para aulas práticas das mais variadas disciplinas.

O grêmio deve desempenhar papel de sindicato dos estudantes e como tal, deve ser independente, lutar para que as pautas e reivindicações dos estudantes sejam atendidas. Só com luta política, em conjunto com os trabalhadores, se pode alcançar condições mais dignas de vida!

Portanto, os estudantes devem lutar por uma escola pública, gratuita e para todos!

Pela derrubada da Reforma da Previdência! Contra a lei da Escola sem Partido! Contra a lei da Mordaça!

Contra a perseguição política à mais de três mil professores do estado!

Pelo fora Temer e o congresso nacional!

CONSTRUA O ACAMPAMENTO REVOLUCIONÁRIO DA LIBERDADE E LUTA 201

INSCREVA-SE AQUI: https://goo.gl/forms/8lOpgKjGbARDP7nm2

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO NO EVENTO: https://goo.gl/UsFjXM

Data post