Liberdade e Luta convoca Encontros Regionais: Fora Bolsonaro, Lute pelo Socialismo!

Liberdade e Luta

Arte_unificada.jpeg

O ministro da Educação declarou para a Folha de São Paulo (9/8/2019) que o governo cortou mesmo verbas da educação (R$ 1 bilhão) para pagar emendas dos parlamentares que votaram a favor da privatização da previdência. Antes disso, o ministro já tinha “contingenciado” o valor que gerou os protestos dos dias  15 e 30 de maio.

É esse mesmo ministro que propõe o “Future-se”, que deveria ser chamado de “Fature-se”, e que escolhe os interventores para Bolsonaro nomear. E, talvez por não ter outra competência (ele conseguiu se autoplagiar, uma façanha um pouco difícil), vive fazendo “videozinhos” na internet demonstrando um comportamento de infantilidade. Os vídeos vão desde paródias de filmes estrelados por ele próprio até apoio ao espancamento de estudantes.

Weintraub foi nomeado por Bolsonaro com um objetivo: destruir a educação e a ciência pública. Ele vem cumprindo a tarefa a contento. Por isso, nós dizemos de forma clara: Fora Bolsonaro! Vamos botar abaixo todo este governo!

A juventude não é boba. No dia 15 de maio, quando cerca de 2 milhões foram às ruas contra o corte nas federais, palavras de ordem, faixas, cartazes, expressaram espontaneamente o Fora Bolsonaro. Esse é o sentimento de milhões de jovens e trabalhadores que já entenderam quão nefasta é a política de Bolsonaro para nosso futuro.

Os dados econômicos já deixam claro, a economia não vai crescer este ano. Isso significa mais desempregados, mais recessão e maior sanha dos capitalistas em cortar nossos direitos para aumentar seus lucros. Bolsonaro, como um bom capacho do imperialismo, vai cumprir toda a agenda e continuar pagando a dívida pública, que já alcança 82% de toda a riqueza que nós produzimos.

Como todo governo capitalista, para pagar essa dívida que não é nossa, Bolsonaro vai continuar cortando ainda mais na carne e no sangue dos jovens e trabalhadores deste país, entregando nossos patrimônios, destruindo outros por falta de verba, vendendo nossas universidades e escolas ao capital privado, acabando com o SUS, entregando a previdência aos abutres do mercado financeiro.

Nossa luta vai contra essa lógica. Lutamos por educação pública, gratuita e para todos, verbas para a educação e a ciência, pelo fim do vestibular e por vagas para todos nas universidades públicas. Lutamos pelo não pagamento da dívida pública. 

A luta pelo Fora Bolsonaro é a luta contra o capitalismo, é a luta pela revolução!

A vaza-jato mostrou as estranhas podres do judiciário. Até o ministro da Educação reconhece que no Congresso Nacional vale o “pagou-levou”. Somente a força da juventude e da classe operária, com milhões nas ruas, pode derrubar Bolsonaro e abrir caminho para a revolução. Lutamos pela revolução socialista no Brasil e no mundo!

O capitalismo é um sistema falido. Meio ambiente, direitos sociais, trabalho, liberdade. Tudo isso está sendo destruído. As mais de 65 guerras localizadas são uma fonte de lucro para os capitalistas, seu resultado é o caos econômico e social que obriga 70,8 milhões de pessoas a deixarem suas casas e tentar a sorte em outro país. Muitos morrem no caminho ou são deportados para regimes sanguinários em seus países. Para os que conseguem, campos de concentração estão sendo construídos. Nós dizemos: nenhum imigrante é ilegal. O mundo é o meu país!

Esses são sintomas da barbárie. Queremos uma sociedade totalmente diferente, uma sociedade onde não existam fronteiras e onde todos os povos possam viver com dignidade e liberdade. Mas o capitalismo está na contramão disso, construindo muros, devolvendo barcos de imigrantes para a morte, aprisionando crianças em jaulas.

Nossa tarefa é derrubar este sistema e erguer uma nova sociedade. Isso é possível, revoluções estão acontecendo em diversas partes do mundo. Em vários países, jovens e trabalhadores demonstram que estão fartos deste sistema. No Sudão, o povo derrubou dois governantes em menos de 24 horas. Na Argélia, outro ditador foi derrubado. Na França, o movimento dos Coletes Amarelos continua realizando atos desde o fim de 2018, pedindo a demissão de Macron. Em Hong Kong, milhões de jovens começam a se mobilizar para derrubar o governo. Em Honduras, um movimento insurrecional contra o golpe imperialista se levantou enfrentando dura repressão da ditadura que governa o país. O mundo está grávido de revoluções.

Para que essas revoluções sejam vitoriosas é necessário organização. Uma direção que defende a democracia burguesa, que defende suas instituições e só quer pequenas reformas neste sistema — reformas que já são impossíveis devido a crise do capital — não levará nenhuma revolução até a vitória, mas vai trai-la e impedir que um movimento revolucionário se levante. É isso que mostram as histórias das revoluções e é por isso que a Liberdade e Luta é uma escola para jovens que não querem cometer os mesmos erros do passado. Uma escola do comunismo para a juventude revolucionária. Participe dos Encontros Regionais da Liberdade e Luta. Já tem data marcada! Anota aí: dias 2 e 3 de novembro em Sampa, dias 11, 12 e 13 de outubro, em Joinville-SC, dias 09, 10 e 11/11 em Curitiba e dia 09/11 em Floripa!

Interessou? Inscreva-se aqui

Enviaremos mais informações assim que recebermos sua inscrição! 

Data post