Debate discute “Lei da Mordaça” em Bauru

Liberdade e Luta - Bauru

baurNa tarde do último sábado, dia 13 de agosto, o núcleo de Bauru (SP) da Liberdade e Luta realizou, em conjunto com a Esquerda Marxista, um debate sobre educação emancipadora e as ameaças e prejuízos que o projeto da ONG “Escola Sem Partido” representa. 

O evento, que reuniu cerca de 30 pessoas no Auditório da Estação Ferroviária de Bauru, contou com a participação do jornalista e professor universitário, Juarez Xavier, do professor de história da rede pública estadual, Tauan Matheus Grossi, e do secundarista e militante da Liberdade e Luta, Guilherme Lima. Com esta composição foi possível ampliar a discussão do tema a partir das três perspectivas diferentes. 

bauru2Além de informar os retrocessos que representam as ideias da ONG “Escola Sem Partido”, foi possível realizar uma reflexão sobre as motivações dos políticos burgueses que fomentaram a votação destes projetos em diversas Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas e, até mesmo, no Senado. A “Lei da Mordaça”, como ficou coerentemente conhecida, é uma resposta ao medo que os setores mais conservadores e reacionários da sociedade possuem dos professores e da juventude. Estes dois grupos de luta que, principalmente nos últimos anos, caracterizam-se por sua força e disposição em vencer as ameaças do estado burguês fora do âmbito institucional. 

Após o debate ficou ainda mais evidente a necessidade de organizar uma frente de luta contra a Lei da Mordaça e o combo de retrocessos e perigos que rondam o campo da educação. Para isso, foi proposta a criação de um Comitê Permanente de combate à Lei da Mordaça juntamente com os diversos movimentos sociais atuantes na cidade de Bauru. 

A reunião para organização deste comitê acontecerá no próximo sábado, dia 20, às 14h, na Casa do Hip Hop de Bauru. 

Todos estão convidados a compor esta importante frente de luta! 

Abaixo a Lei da Mordaça!

bauru3bauru4

 

Data post