NOTA DE SOLIDARIEDADE

Liberdade e Luta

reO impeachment se concretizou. Temer assume a presidência para continuar a aplicar os cortes que a burguesia nacional necessita para se manter no poder.

Mas os trabalhadores e os jovens não se sentem derrotados. Pelo contrário, existe uma forte resistência expressa nas mobilizações que tomaram o país contra o governo Temer.

Impelida pelo medo de que as mobilizações se desenvolvam em direção a um questionamento de todas as instituições do capitalismo, o Estado envia todo seu aparato militar para reprimir as manifestações dos trabalhadores e jovens. Em SP, a Polícia Militar de Alckmin deixou uma dezena de feridos no ato #ForaTemer.

Uma das vitimas da truculência policial é Deborah Fabri, estudante da Universidade Federal do ABC e militante do Levante Popular da Juventude, que perdeu a visão do olho esquerdo ao ser atingido por um estilhaço de bomba.

A Liberdade e Luta se solidariza com a companheira Deborah e com todos aqueles que sofrem com a repressão aos atos e manifestações pela mesma polícia que agride os trabalhadores em luta e que mata a juventude pobre nas periferias da cidade todos os dias.

Repudiamos a intervenção da Polícia Militar e o governo de Michel Temer.

#FimDaPM 
#ForaTemerEoCongressoNacional 
#AssembleiaPopularNacionalConstituinte

Data post