fim da pm

60 dias sem Marielle Franco: que conclusões tirar dessa execução?

Lucy Dias e Thomas Yamamoto
marielle60dias.jpg

Passados quase dois meses desde o assassinato de Marielle Franco, a resposta dada pelos investigadores não aponta para nenhum culpado, nenhum nome, absolutamente nada! E não poderia ser diferente. Marielle foi vítima de uma execução política feita para calar suas denuncias contra a ação sanguinária do 41º Batalhão da Polícia Militar na favela de Acari, no Rio de Janeiro. 

A execução de Marielle reacendeu a luta das massas

Liberdade e Luta - RJ
massas

Entre a tristeza quanto à morte da companheira de lutas Marielle, brotou o sentimento de classe em todo o mundo de que é preciso uma resposta. No centro da questão está o fato de que Marielle não teve medo de usar a tribuna da câmara de vereadores e suas redes sociais para fazer denúncias contra o aparelho repressor do Estado burguês.

O racismo faz mais vítimas: Nem dentro das escolas nossos jovens estão seguros

Felipe Araujo
racismo

Nesta quinta-feira (30/3), uma adolescente foi morta dentro de uma escola, no bairro de Acarí, no Rio de Janeiro. Maria Eduarda, de apenas 13 anos, foi atingida por três balas, enquanto treinava na quadra da escola. No lado de fora, no muro da escola, a polícia disparava contra os acusados de participação no crime organizado.

Inscrever-se em fim da pm