paraná

O Marketing da Caridade: a Volkswagen e o Colégio Estadual do Paraná

Fabiano Stoiev
pr

Com toda a pompa e banda, no dia 06 de dezembro, o governador Beto Richa apresentou o projeto de restauração do prédio do Colégio Estadual do Paraná, em parceria com a empresa Volkswagen. O projeto leva a assinatura do escritório da PJJ Malucelli Arquitetura e a reforma está orçada em módicos R$ 20 milhões.

O papel do Grêmio Estudantil do Colégio Estadual do Paraná

Murilo Bacarin
cep

Discursos demagogos, pregados pela direita, são recorrentes. Alguns exemplos dessa demagogia foram as propagandas tendenciosas do atual governador do Paraná, Carlos Alberto Richa (PSDB), que governa o estado desde 2011. Mesmo com um salário de quase trinta mil reais, Richa está envolvido em esquema criminoso, e investigado pela "Operação Quadro Negro".

A unidade e a organização secundaristas com o movimento de ocupações

João Diego

secundaristasocupaAs medidas propostas pelo governo Michel Temer, como a PEC 55 e a Reforma do Ensino Médio, foram as grandes impulsionadoras do movimento de ocupações no Paraná. O pacote de maldades de Temer explodiu a revolta e a indignação de muitos secundaristas no estado. Ao todo, mais de 800 colégios estaduais foram ocupados, o maior movimento de ocupações do país.

Onda de ocupações contra a Reforma do Ensino e a PEC 241

Evandro Colzani
ocuaanalise

As primeiras manifestações contra a MP 746, da Reforma do Ensino Médio, começaram a partir do dia 26 de setembro, três dias após publicação da medida no Diário Oficial da União. O movimento enfrenta sérios ataques do governo e de organizações de direita, possui uma fragilidade por conta da ausência de uma direção clara e coordenada, mas para vencer essas dificuldades precisa ir além das ocupações: organizar uma greve nacional da educação.

Assembleia dos estudantes dos colégios ocupados do Paraná: A luta contra os governos e a burocracia estudantil continua

Liberdade e Luta - Curitiba
assembleia

Os secundaristas reunidos em assembleia dia 26 de outubro, na escola Professor José Loureiro, em Curitiba, optaram por não recuar, mesmo sofrendo perseguições e ameaças. Com mais de 600 estudantes representando colégios do estado todo, os “ocupa” decidiram continuar na luta contra a nefasta Reforma do Ensino Médio e a PEC 241 do governo Michel Temer.

Governo do Paraná utiliza morte de estudante para atacar as ocupações de escolas

Evandro Colzani

estudanteprNa tarde de segunda-feira (24/10), o estudante Lucas Eduardo Araújo Mota, de 16 anos,  morreu tragicamente no Colégio Estadual Santa Felicidade, do Paraná. O desentendimento entre Lucas e um colega, após suposto uso de drogas, acabou no infeliz assassinato do jovem.  

Inscrever-se em paraná