paraná

Liberdade e Luta promove debate sobre a profissão artista

João Diego Leite
pa2.jpg

Estudantes do curso de Teatro e Artes Cênicas da Faculdade de Artes do Paraná (FAP) participaram do debate sobre DRT, Censura e Organização Sindical, na última segunda-feira (21/5). O evento foi organizado pelo núcleo da Liberdade e Luta da FAP e o debate foi conduzido pelos artistas e militantes Jacqueline Takara e Vinicius Camargo.

O Marketing da Caridade: a Volkswagen e o Colégio Estadual do Paraná

Fabiano Stoiev
pr

Com toda a pompa e banda, no dia 06 de dezembro, o governador Beto Richa apresentou o projeto de restauração do prédio do Colégio Estadual do Paraná, em parceria com a empresa Volkswagen. O projeto leva a assinatura do escritório da PJJ Malucelli Arquitetura e a reforma está orçada em módicos R$ 20 milhões.

O papel do Grêmio Estudantil do Colégio Estadual do Paraná

Liberdade e Luta - Curitiba
cep

Discursos demagogos, pregados pela direita, são recorrentes. Alguns exemplos dessa demagogia foram as propagandas tendenciosas do atual governador do Paraná, Carlos Alberto Richa (PSDB), que governa o estado desde 2011. Mesmo com um salário de quase trinta mil reais, Richa está envolvido em esquema criminoso, e investigado pela "Operação Quadro Negro".

A unidade e a organização secundaristas com o movimento de ocupações

João Diego

secundaristasocupaAs medidas propostas pelo governo Michel Temer, como a PEC 55 e a Reforma do Ensino Médio, foram as grandes impulsionadoras do movimento de ocupações no Paraná. O pacote de maldades de Temer explodiu a revolta e a indignação de muitos secundaristas no estado. Ao todo, mais de 800 colégios estaduais foram ocupados, o maior movimento de ocupações do país.

Onda de ocupações contra a Reforma do Ensino e a PEC 241

Evandro Colzani
ocuaanalise

As primeiras manifestações contra a MP 746, da Reforma do Ensino Médio, começaram a partir do dia 26 de setembro, três dias após publicação da medida no Diário Oficial da União. O movimento enfrenta sérios ataques do governo e de organizações de direita, possui uma fragilidade por conta da ausência de uma direção clara e coordenada, mas para vencer essas dificuldades precisa ir além das ocupações: organizar uma greve nacional da educação.

Assembleia dos estudantes dos colégios ocupados do Paraná: A luta contra os governos e a burocracia estudantil continua

Liberdade e Luta - Curitiba
assembleia

Os secundaristas reunidos em assembleia dia 26 de outubro, na escola Professor José Loureiro, em Curitiba, optaram por não recuar, mesmo sofrendo perseguições e ameaças. Com mais de 600 estudantes representando colégios do estado todo, os “ocupa” decidiram continuar na luta contra a nefasta Reforma do Ensino Médio e a PEC 241 do governo Michel Temer.

Inscrever-se em paraná