cultura

O Jovem Karl Marx – Crítica

João Diego
engels&marx

Até o presente momento nenhuma distribuidora teve interesse em lançar O Jovem Karl Marx nos cinemas. Então, ao cair na internet vários militantes e simpatizantes da obra do pensador alemão começaram a compartilhá-lo. É triste não podermos assisti-lo em tela grande. Faltou, talvez, uma visão de mercado aos distribuidores, afinal a situação atual do país provocaria uma propaganda espontânea do filme.

Nostalgia da Luz – Crítica

João Diego
chile

O documentário dirigido e escrito pelo chileno Patrício Guzmán impressiona por alinhar a astronomia e arqueologia com a ditadura no Chile (1973-1990). Essa “mistura” poderia parecer forçada, mas não é. O cineasta consegue construir poesia com as estrelas, constelações e os corpos dos desaparecidos durante o regime militar chileno.

11 de setembro: Os “desaparecidos” da ditadura de Pinochet

Evandro Colzani
missing82

Algumas organizações de esquerda defendem a ideia de que estamos vivendo sob um Estado de exceção no Brasil hoje. Essa impressão deformada que possuem da realidade é fruto da incapacidade dessas organizações de compreenderam o papel do Estado, da correlação de forças entre as classes e o caráter do Estado brasileiro na atual situação política.

Okja – Crítica

João Diego
okja1

Produzido exclusivamente para o Netflix e lançando oficialmente no festival de Cannes em 2017, o filme escrito e dirigido pelo cineasta sul-coreano Bong Joo Hoo foi Alvo de uma grande polêmica. Os produtores não tinham pretensões de lançá-lo nos cinemas, então muitos começaram a questionar a presença de obras assim em Cannes.

Deus Branco - crítica

João Diego Leite

dbO que nos atrai em filmes sobre animais é o comportamento humano. Quando assistimos a um longa-metragem com cachorro, o que nos intriga, é como este personagem consegue resolver problemas humanos. Vemos nele uma capacidade de raciocínio e emoções que o tornam mais próximo ao homem e menos “animal”.

Inscrever-se em cultura